Revelando Filme P&B em Casa – Parte III

20/08/2013

Antes de começar a ler este post, dê uma lida na parte I e na parte II (se ainda não tiver lido, claro!).

Nessa parte III vou falar sobre como saber o tempo de revelação de cada filme.

Quando revelei a primeira vez (na oficina da CCMQ) usamos esse site como referência. Nele tem muitos filmes bem como informações que te ajudam na revelação. Você pode selecionar na lateral esquerda o filme que deseja revelar e o revelador que vai usar. São informações básicas.

Como não vou ter ninguém do meu lado me auxiliando desta vez, resolvi baixar o aplicativo que irá ajudar em todos os passos do processo. Ele se chama Massive Dev Chart Timer, tem para iPhone, iPod Touch, iPad ($ 8.99), Nokia (R$ 12,99) e Android (R$ 20,07).

Você seleciona o seu filme na lista, escolhe o tipo de revelador, pode editar e colocar observações e no primeiro start ele diz tudo o que precisa ser feito. E tem avisos sonoros indicando quando você deve mexer, parar, esperar, quando é pra trocar os químicos… Uma lindeza sem tamanho! <3 E pra quem vai estar no “quarto escuro”, ele tem versão de “segurança”, com cor verde ou vermelha.

Nessa terceira tela são os meus filmes (agora antes de comprar filme preto e branco, sempre confiro pra ver se ele está na lista e se tem o passo a passo e dai já deixo configurado).

Massive Dev Chart Timer

Depois que você configura o filme, ele mostra a listagem do processo.

Massive Dev Chart Timer

Fiz uma pequena simulação.

Primeiro de tudo fui na listagem e selecionei o meu filme – a principio vou revelar um Fuji 135 Neopan 400.
Depois selecionei o meu revelador, que será o D-76, depois confirmei o ISO do filme.

Feito isso ele já aparece na sua lista.

Clicando pra editar você pode ver todos os processos que terá que fazer, editar ou colocar observações.

Finalizando isso é só dar o start e seguir as instruções.

Na última tela tem uma animação que mostra todos os passos.

Massive Dev Chart Timer

Massive Dev Chart Timer

Era isso! Em breve volto com a penúltima parte (tô um pouco tensa hahaha) – que é fazer as soluções de estoque! Aguardem! :)

P.S. Um pequeno lembrete – eu não sou “especialista” em revelação caseira e meu conhecimento está muito longe disso, sou apenas uma entusiasta – uma pessoa que encontrou na fotografia analógica uma forma de espairecer. Todas as postagens que faço a respeito são resultado de pesquisas e oficinas que faço… Estou aprendendo agora e resolvi compartilhar aqui no blog minha experiencia pessoal com o processo.

Comentários!
  1. Nicas (Responder)
    20/08/2013

    Ainda mando pro laboratório (e scanneio em casa), mas sua série tá me fazendo perder o medo aos pouquinhos. O Sesc aqui de São Paulo tem cursos de dois semestres de relevação, quem sabe, né?

  2. Mary (Responder)
    14/04/2015

    Olá, Mari! Achei o seu blog através de um post no “Lomogracinha”. Estava adorando a sua série sobre a revelação de filmes em casa. Eu acho muito mágico esse processo e sempre tive vontade de aprender um pouco mais. Sua dinâmica e metodologia para explicar as coisas é fantástica, eu me prendi de uma forma muito leve e espontânea. Estava na expectativa para a 4ª parte do seu especial, mas não achei nenhuma publicação. Por que parou??? Queria muito mesmo saber como foi o restante do processo. Espero que me responda. Um abraço! Ah, seu blog é super fofo e divertido. Parabéns!